WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

agosto 2021
D S T Q Q S S
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: 5/ago/2021 . 15:10

Barcelona oficializa saída de Messi

Fim de uma era: Lionel Messi não vai seguir no Barcelona. Depois de notícias de que o jogador aceitaria redução salarial para renovar por mais cinco temporadas, uma reviravolta mudou os rumos da negociação. A informação foi anunciada pelo clube em comunicado oficial nesta quinta-feira.

De acordo com o clube catalão, obstáculos econômicos e estruturais impediram a assinatura de um novo vínculo do craque, que teve o último contrato encerrado no dia 30 de junho. O Barcelona precisaria reduzir sua folha salarial para não ultrapassar o limite imposto pela La Liga (liga que organiza o Campeonato Espanhol). Clique aqui e entenda.

Fonte: Ge

A baiana Beatriz Ferreira vence finlandesa e está na final do boxe em Tóquio

O boxe feminino brasileiro está entrando para a história em Tóquio. Beatriz Ferreira venceu a finlandesa Mira Potkonen na madrugada desta quinta-feira em decisão unânime dos árbitros e vai enfrentar a irlandesa Kellie Harrington, na disputa pela medalha de ouro na categoria até 60kg, às 2h de domingo.

Campeã mundial na categoria, a brasileira mostrou toda a sua explosão e partiu para cima desde o início. E nos três rounds, não deu a menor chance para sua adversária. Kellie chegou a conhecer o solo do ringue em três oportunidades e teve muita dificuldades para conter a avassaladora Bia.

Essa é a primeira vez que uma mulher brasileira chega em uma decisão olímpica do boxe. No geral, a modalidade vem sendo um dos destaques do país nos Jogos Olímpicos. Além da medalha de Bia, um bronze e outra disputa de semifinal com Hebert Conceição são os destaques.

Fonte: Correio do Povo

Cármen Lúcia envia à PGR pedido do PT por investigação de Bolsonaro após live das fake news sobre urnas eletrônicas

De acordo com a ministra do STF, Bolsonaro pode ter cometido crime de natureza eleitoral, utilização ilegal de bens públicos e atentado contra a independência de poderes da República

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia enviou nesta quarta-feira (4) à Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de parlamentares do PT para a abertura de uma investigação sobre Jair Bolsonaro. Os parlamentares querem que o chefe do governo seja investigado por suas declarações dadas em transmissão ao vivo na semana passada na qual disseminou informações falsas sobre as urnas eletrônicas e o processo eleitoral brasileiro.

De acordo com a magistrada, as acusações feitas pelos parlamentares são “graves” e as declarações de Bolsonaro “podem, em tese, configurar crime” de natureza eleitoral, utilização ilegal de bens públicos e atentado contra a independência de poderes da República.

Os parlamentares quem saber se:

  • houve improbidade administrativa pelo uso da TV Brasil para transmitir a live, ou seja, se foram usados recursos públicos pelo presidente para atacar adversários políticos e o Tribunal Superior Eleitoral;
  • houve propaganda eleitoral antecipada;
  • houve abuso de poder político e econômico;
  • houve “prática de crime de divulgação de fake news eleitoral”

Também nesta quarta-feira, o ministro Alexandre de Moraes recebeu a notícia-crime encaminhada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Roberto Barroso, contra Jair Bolsonaro pelas acusações de fraude que ele fez contra as urnas eletrônicas.

Mesmo admitindo não ter provas de fraudes em eleições anteriores, Bolsonaro colocou em questão o sistema eleitoral, atacando até mesmo o ministro Luís Roberto Barroso.

Na esteira da desinformação acerca do processo eleitoral, Bolsonaro ainda vem ameaçando impedir a realização da eleição de 2022 caso o voto impresso, principal bandeira de seu governo atualmente, não seja colocado em prática.

247

Com 39%, Lula lidera corrida presidencial e tem quase a soma de Bolsonaro, Ciro e Datena, diz pesquisa PoderData

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)

O levantamento aponta ainda que o petista venceria Jair Bolsonaro em um segundo turno com 20 pontos de diferença

Revista Fórum – Pesquisa PoderData, plataforma do site Poder360, divulgada nesta quarta-feira (4), aponta que, mesmo com o apresentador José Luiz Datena (PSL) no páreo da corrida eleitoral à presidência em 2022, o ex-presidente Lula (PT) segue como favorito para vencer o pleito.

Segundo o levantamento, o petista lidera com 39% das intenções de voto, o que representa praticamente a soma das intenções de voto em Jair Bolsonaro (sem partido), Ciro Gomes (PDT) e Datena.

O atual presidente aparece em segundo lugar com 25%, e é seguido por Ciro Gomes, com 8%, e pelo apresentador de TV, que chega a 7%.

poderdata

.

poderdata

.

poderdata

.

247

STF abre investigação contra Bolsonaro por fake news sobre urnas eletrônicas

Alexandre de Moraes e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

A investigação criminal pode tornar Jair Bolsonaro inelegível. A decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, atende ao pedido aprovado por unanimidade pelos ministros do TSE na sessão da segunda-feira, 2

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), recebeu a notícia-crime encaminhada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Roberto Barroso, contra Jair Bolsonaro pelas acusações de fraude que ele fez contra as urnas eletrônicas.

Barroso acusa Bolsonaro de ter divulgado informações falsas durante transmissão ao vivo nas redes sociais e de atacar as instituições. A decisão de Moraes atende ao pedido aprovado por unanimidade pelos ministros do TSE na sessão da segunda-feira, 2.

A investigação criminal pode tornar Bolsonaro inelegível, se o Ministério Público entender ao fim da apuração que há elementos para denúncia, a Câmara dos Deputados aprovar, com ⅔ dos votos, o prosseguimento do processo e houver condenação no STF.

Moraes também determinou a transcrição integral do vídeo em que Bolsonaro acusa fraude nas urnas eletrônicas. Além disso, ordenou oitiva dos envolvidos na transmissão do pronunciamento na condição de testemunhas, como o ministro da Justiça, Anderson Torres, o coronel e assessor da Casa Civil Eduardo Gomes, entre outros que deverão ser ouvidos em até 10 dias.

A investigação ocorre no âmbito do inquérito das fake news, que foi aberto em março de 2019, por decisão do então presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, para investigar notícias fraudulentas, ofensas e ameaças a ministros do STF. Moraes é relator do inquérito no Supremo.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia