WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

agosto 2021
D S T Q Q S S
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


:: 15/ago/2021 . 13:39

Malafaia convoca evangélicos para ato contra o STF no dia 7 de setembro

Depois de Sérgio Reis chamar os caminhoneiros, Silas Malafaia convoca seu rebanho contra ministros como Alexandre de Moraes, que prendeu Roberto Jefferson

Por 247

O empresário da fé Silas Malafaia, um dos mais próximos aliados de Jair Bolsonaro, convocou o “povo evangélico”, para protestar contra os ministros do Supremo Tribunal Federal, no dia 7 de setembro. A manifestação segue a linha da que foi chamada pelo sertanejo e ex-deputado federal Sérgio Reis, que convocou caminhoneiros a parar o Brasil no dia 7 de setembro para defender “garantia da lei e da ordem”, pretexto para uma intervenção militar. Confira:

Internado, Olavo de Carvalho tem insuficiência cardíaca e renal aguda, além de infecção

(Foto: Reprodução)

Extremista voltou a ser internado no Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP), em São Paulo

O guru da extrema-direita Olavo de Carvalho, de 74 anos, voltou a ser internado no Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP), em São Paulo, neste sábado. Ele apresenta um quadro de insuficiência cardíaca e renal aguda e infecção sistêmica.

O Incor informou que o quadro clínico é estável e ele está sob cuidados supervisionados do Prof. Dr. José Antonio Franchini Ramires. Não há previsão para alta.

Ele foi Internado no mesmo hospital no dia 8 de julho, após um “mal-estar súbito”, e recebeu alta no dia 18 daquele mês.

 

Em áudio, Sérgio Reis diz que tem ajuda financeira para golpe e ameaça ‘quebrar tudo’

Sérgio Reis (Foto: Reprodução)

Cantor bolsonarista tem feito uma série de ataques e promete “quebrar tudo” caso os parlamentares não obedeçam Bolsonaro

Um áudio atribuído ao cantor  Sérgio Reis mostra o bolsonarista ameaçando um golpe no país e dizendo também que é financiado para poder colocar em prática a ação antidemocrática.

Na gravação,  que viralizou nas redes neste domingo (15), Reis ainda diz que se o Senado não acatar os pedidos “populares” de impeachment contra os ministros do STF, eles irão “quebrar tudo”.

Apesar do apelo do bolsonarista, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não dará andamento aos pedidos de impeachment prometidos por Jair Bolsonaro contra os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não há qualquer casualidade e nenhum fato objetivo na argumentação apresentada por Bolsonaro”, segundo um interlocutor de Pacheco, ouvido por Gerson Camarotti, no G1.

Fonte: 247

 

“Sérgio Reis deveria ser preso.O que ele propõe é o caos no Brasil”, diz Florestan

Sérgio Reis (Foto: Giuliana Miranda)

“O Sérgio Reis precisa responder imediatamente sobre o que falou, não podemos deixar isso para lá. O Roberto Jefferson, por exemplo, demorou demais para ser preso”, defendeu o jornalista Florestan Fernandes Júnior, ao condenar a ameaça de Sérgio Reis, que prometeu um golpe no país no próximo dia 7 de setembro. Assista

O jornalista Florestan Fernandes Júnior, em participação no programa Bom Dia 247 deste domingo (15), condenou a postura do cantor bolsonarista Sérgio Reis, que prometeu um golpe no país para o próximo dia 7 de setembro.

“Eu fiquei passado em ver o que o Sérgio Reis falou, é um discurso horroroso. Ele está propondo um caos no país, com bloqueios de caminhões e supermercados vazios, ou seja, o que ele está propondo é crime”, disse.

Em sua visão, o cantor “precisa responder imediatamente sobre o que falou, não podemos deixar isso para lá. O Roberto Jefferson, por exemplo, demorou demais para ser preso”.

Saiba mais

Reis virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, ao anunciar uma mobilização de caminhoneiros e empresários para o início de setembro, com o objetivo de pedir intervenção militar. Ele também disse neste domingo que irá quebrar o país caso os senadores não aceitem o pedido de impeachment de Jair Bolsonaro contra ministros do STF.

Fonte: 247

Afeganistão: Talibã toma Cabul e volta ao poder após 20 anos

Combatentes do talibã em Ghanikhel, na província afegã de Nangarhar (Foto: Parwiz Parwiz / REUTERS)

O Talibã voltou ao poder no Afeganistão neste domingo (15), após intensa investida do grupo terrorista contra as principais cidades do país nas últimas semanas. A entrada em Cabul, a capital, ocorreu sem resistência, apesar de relatos de tiroteios esporádicos na madrugada de domingo.

Com a tomada da capital, o Talibã volta ao poder após 20 anos.

“Queremos uma transição pacífica e evitar derramamento de sangue”, afirmou à rede BBC um porta-voz do Talibã, Suhail Shaheen.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, deixou o país e entregou a autoridade para solucionar a crise aos líderes políticos. (Com informações da Folha de S.Paulo).

Mourão está no limite da tolerância com os constantes ataques que recebe de Bolsonaro

Último ataque do mandatário contra o vice-presidente ocorreu nesta semana, quando Mourão encontrou-se com Barroso e gerou a ira de Bolsonaro, que teme uma conspiração que poderá culminar num processo de impeachment

O jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo, afirma que nas conversas nos bastidores, que ocorreram nos últimos dias, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, dá sinais de que está no limite de sua tolerância em relação aos ataques a ele vindos de Jair Bolsonaro.

Nesta semana, Mourão foi o pivô de mais uma crise envolvendo Bolsonaro. O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), convidou Mourão para o encontro na última 3ª feira (10), no mesmo dia em que pela manhã houve um desfile de veículos militares em frente ao Palácio do Planalto.

Bolsonaro enxergou nesse encontro uma articulação de Mourão a favor do impeachment. Se houver impedimento, Mourão assume o Planalto.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia