WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

bahia gas

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

maio 2024
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Política’

Novo áudio: Deltan orienta retirar das provas diálogo que aniquilaria peça contra Lula

Novo áudio-bomba entregue pela defesa de Lula ao STF mostra o procurador Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, orientando a retirada dos autos de uma conversa em a então esposa de Lula, Marisa Letícia, aparecia desistindo da compra do triplex no Guarujá

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um novo áudio-bomba em que o procurador Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Lava Jato, orienta colegas a retirar dos autos do processo uma conversa interceptada em que era citada a decisão de Marisa Letícia, esposa de Lula, já falecida, de desistir do triplex no Guarujá. Ou seja, o diálogo desmontaria a peça de acusação contra o ex-presidente.

No diálogo, Dallagnol pediu a um colega, a quem chama de “Julito”, pensasse “com boa vontade” e de “coração aberto” ´para agirem desta forma como uma “questão de interesse mesmo” “da Lava Jato.

Para a defesa, o diálogo que cita Marisa Letícia ‘aniquila toda a tese da “lava jato” e revela “um plano de ocultar o material da Defesa Técnica do Reclamante”.

“Negócio é o seguinte, pressuposto básico do Robinho. Ele não vai fazer nada com o que você não tá confortável. Esse é o pressuposto dele. Agora, é, o que eu quero que você pense com a cabeça aberta é a seguinte coisa: É, eu falei com ele e aos nossos, e aquilo que a gente conversou agora, ele tá na mesma página. Ele tem a mesma, mesma página quanto a avaliação de método e de estratégia”, diz Dallagnol. “Já vou te adiantar, mas queria marcar, se pudesse conversar lá por uma e dez, nós três. Eu vou tá lá na força tarefa, Robinho também, a gente faz um viva-voz com você”, diz Dallagnol no áudio.

“É, qual é essa questão da divergência em concreto: Ele acha que aquilo que veio no depoimento, você pode até eventualmente ver o vídeo aí, mas queria que você olhasse com boa vontade tá, com boa vontade tá, não pra afirmar posição, questão de interesse mesmo, é, ele acha, olhando aquilo e olhando o que você já colocara na peça, que não muda nada de perspectiva, de chances ou de riscos em relação ao que já tá na peça quando fala que ele era conexão entre, entre todos. Então dá uma avaliada com essa perspectiva, dá uma pensada, pensa com a cabeça aberta e mantem o coração aberto pra pensar fora da caixa quando a gente conversar também uma e pouco”, completa em seguida o procurador.

247

Delgatti: O hacker que descobriu as falcatruas da Lavajato

Um jovem de Araraquara, rejeitado pela mãe, desenvolveu ansiedade, e isso era controlado por ansiolíticos.


Walter Delgatti é o hacker que trouxe a tona as falcatruas da Lavajato.

Em 2015 ele foi apreendido com o cesto de medicamentos que ele fazia uso.
Eles fizeram a apreensão e esse inquérito ficou parado.
E em 2017 tinha um promotor na cidade que não gostava dele e começou a persegui-lo.
Quando foi um dia, um policial foi a faculdade e o prendeu por tráfico de drogas, aquelas medicações que foram apreendidas em 2015 eram as drogas da qual ele foi acusado por tráfico.
Ficou preso por quase 6 meses.

Ele conseguiu um HC e foi responder em liberdade.
Na audiência ele foi com a declaração do médico afirmando que todas as medicações que estavam com ele foram prescritas. Ele foi absolvido.
Nessa audiência ele viu esse promotor mexendo no celular, e acessando o telegram, e na cabeça dele ele queria achar alguma prova de que o promotor havia feito isso de propósito, por não gostar dele.
E ele resolveu invadir o telegram dele.

Ele estava arrasado por não ter encontrado nada, ele estava pesando 30 kg a menos, e foi excluído pelos amigos pois todos o viam como traficante. Ele mudou de cidade, de faculdade, perdeu a namorada.
E um dia em 2019 a aula na faculdade foi reforma da previdência, e ele chegou em casa e começou procurar por algum contato de parlamentar, até que ele achou do Kim Kataquiri,
Do Kim ele entrou em outros deputados, até que ele viu o contato do Deltan.
E ele era um defensor da lavajato, entrou por curiosidade.

Depois de 15 minutos lendo as conversas, ele se sentiu enganado, traído, pois ele viu que o que eles estavam fazendo era o mesmo que o promotor havia feito com ele. Uma farsa.
Eram tantas conversas que ele gastou horas pra baixar tudo.
Passou 1 mês pra ler, e chegou à conclusão de que aquilo precisava se tornar público, ele disse que ficou com medo pela vida dele.
Mas que uma força maior que ele o perturbava pra entregar para algum jornalista.
Foi quando ele teve a ideia de acessar o Kim de novo e procurar por alguém, foi quando ele achou o contato da Manuela, e ele pediu a ela o contato de algum jornalista, e ela passou o contato do Gleen.

José de Abreu promete dedicação ‘integral ao PT’ e cogita se candidatar na Bahia

O ator José de Abreu fez um anúncio em seu Twitter, nesta terça-feira (9), afirmando que dedicará seu tempo integralmente ao PT. Além disso, o ex-global também comentou sobre a possibilidade de se candidatar em 2022 na Bahia. 

“A partir de setembro estarei me dedicando em tempo integral ao PT e à reconstrução do país. Chegou a hora. Coloco-me à disposição inclusive para concorrer a cargo eletivo. Na BA”, disse no Twitter em mensagem direcionada para a presidente do partido, deputada federal Gleisi Hoffmann.

O pronunciamento de José de Abreu veio após ele comemorar a notícia de que o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda (8) a anulação de todas as condenações proferidas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Jornal Nacional expõe parcialidade de Moro e detalha votos de Gilmar e Lewandowski

Num raro momento desde o início da Lava Jato, o principal telejornal da Globo, que desde o início da operação atuou em conjunto na perseguição ao ex-presidente Lula, dedicou amplo espaço para expor as ilegalidades de Sérgio Moro

O Jornal Nacional desta terça-feira (9) dedicou extensa reportagem sobre o julgamento da parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

Num raro momento desde o início da Lava Jato, o principal telejornal da Globo, que desde o início da operação atuou em conjunto na perseguição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dedicou amplo espaço para expor as ilegalidades do ex-juiz e ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro.

Na reportagem, a Globo dedicou cerca de 12 minutos apenas para falas do ministro Gilmar Mendes em que ele detalha os crimes cometidos pelo ex-juiz Sérgio Moro. O JN também dedicou cerca de 5 minutos para falas do ministro Ricardo Lewandowski, que também votou pela parcialidade de Moro.

Confira o momento em que Gilmar Mendes critica a atuação da mídia e, indiretamente, da Globo, nas ilegalidades da Lava Jato:

 

Joaquim de Carvalho: STF deve declarar Moro suspeito, mas manobra de Fachin pode impedir devolução de direitos políticos a Lula

O STF não deve cair nessa armadilha, na avaliação do jornalista. Ele também diz que, apesar de os desembargadores do TRF-4 terem dado “demonstração de animosidade contra Lula”, “podem ser poupados pelo STF. Seria a continuidade do golpe”. Assista

Depois do editorial da Folha de S. Paulo hoje, reconhecendo a parcialidade de Moro, e de manifestações de jornalistas de direita, como Merval Pereira, da Globo, parece não haver mais dúvida de que o STF declarará a parcialidade de Moro, opinou o jornalista Joaquim de Carvalho, durante participação no Bom Dia 247 deste sábado (27).

Segundo ele, isso não significa, porém, o resgate da democracia plena no Brasil e a devolução dos direitos políticos ao ex-presidente. “Vão declarar o Moro suspeito”, disse. “Mas estão preparando Lula fora das eleições com a condenação em Atibaia”, completou.

A Folha se apega à condenação do caso do sítio de Atibaia para defender que Lula continua proibido de disputar eleições. “Não parece inevitável estender automaticamente as nulidades a todas as provas produzidas e a outros processos envolvendo o ex-presidente —como o do sítio de Atibaia (SP), que já rendeu condenação no TRF-4— e outros réus. “Pas de nullité sans grief” (não há nulidade sem que se prove o prejuízo), diz o velho brocardo jurídico”, escreveu o jornal.

O STF não deve cair nessa armadilha, na avaliação de Carvalho. No caso do sítio de Atibaia, 90% da instrução processual foram conduzidos diretamente por Moro.

Depois que foi escolhido por Bolsonaro para ser ministro da Justiça, ele recebeu Gabriela Hardt, sua substituta no caso, em audiência no Ministério da Justiça.

Na sentença em que condenou Lula, Gabriela Hardt copiou trechos inteiros da sentença do caso do apartamento do triplex.

O jornalista disse também que Edson Fachin pode ter pautado HCs sobre a parcialidade dos desembargadores Carlos Thompson Flores e João Pedro Gebran Neto para tentar reforçar a condenação de Lula no caso do sítio.

“Os dois deram demonstração de animosidade contra Lula, mas podem ser poupados pelo STF. Seria a continuidade do golpe”, disse Joaquim de Carvalho.

Carlos Bolsonaro diz que está com “estômago embrulhado” após prisão de Daniel Silveira e vira piada nas redes

Internautas subiram a hashtag #Carluxo nos assuntos mais comentados do Twitter após filho de Jair Bolsonaro dizer que está com “estômago embrulhado” após a prisão do deputado Daniel Silveira

Internautas subiram a #Carluxo nos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta quarta-feira (17) após o vereador e filho de Jair Bolsonaro dizer que está com “estômago embrulhado”.

Sua postagem foi feita logo após a prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira por disparar ataques ao STF e defender a ditadura militar em um vídeo postado nas redes sociais.

“Sinto meu estômago embrulhado como não sentia há tempos!”, escreveu Carlos. Internautas fizeram diversas piadas ou retrucaram a fala com críticas. Confira algumas:

 

Moraes marca audiência de custódia de Daniel Silveira para a tarde desta quinta

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes marcou para esta quinta-feira (18), às 14h30, a audiência de custódia que avaliará a prisão em flagrante do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

A prisão foi determinada na noite desta terça (16) depois que Silveira, investigado por participação em atos antidemocráticos, divulgou um vídeo com apologia ao AI-5, instrumento mais duro da repressão na ditadura militar, e defesa da destituição de ministros do STF. As duas pautas são inconstitucionais. Na tarde de hoje o plenário do STF, por unanimidade, ratificou a prisão do deputado.

Silveira também foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF). Os comportamentos do deputado, segundo a denúncia, configuram os crimes dos artigos 344 do Código Penal (por três vezes) e do artigo 23, inciso II (uma vez) e inciso IV (por duas vezes) da Lei nº 7.170/1983 – este último combinado com o artigo 18 da mesma lei.

Covas tem diagnóstico de novo nódulo no fígado e volta para quimioterapia

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi diagnosticado com um novo nódulo no fígado, segundo comunicado emitido nesta quarta-feira (17) por sua equipe médica. Por isso, o tratamento de imunoterapia foi interrompido e ele voltou à quimioterapia.

Comunicado dos médicos de Covas diz que ele foi internado no Hospital Sírio-Libanês na terça (16) para realizar exames de controle relativos ao tratamento contra um câncer no trato digestivo.

“Os exames de imagem realizados nesta 4ª feira, 17/02, evidenciaram sucesso da radioterapia no controle dos linfonodos, próximos ao estômago. Foi detectado também o surgimento de um novo nódulo no fígado, cuja presença enseja ajuste no tratamento”, diz o comunicado.

Segundo o comunicado, a imunoterapia será interrompida para o início da quimioterapia ” Inicialmente estão prescritas quatro sessões de 48 horas, com intervalos de 14 dias entre cada uma”, diz o comunicado. Ao fim deste ciclo, serão realizados novos exames.

A quimioterapia já foi iniciada nesta quarta (17). Por isso, Covas continua internado até sábado.

Segundo o boletim, Covas está bem disposto, alimentando-se bem e recuperando peso após período de radioterapia.

O prefeito já havia feito tratamento com quimioterapia e a metástase no fígado havia desaparecido.

Em outubro de 2019, exames apontaram o surgimento um tumor no trato digestivo do prefeito Bruno Covas.

Entre outubro de 2019 e fevereiro último, o prefeito fez oito sessões de quimioterapia. As lesões cancerígenas regrediram, mas não desapareceram por completo. Desde fevereiro, ele passou a fazer uso da imunoterapia.

A imunoterapia, que normalmente dura dois anos, tem revolucionado o tratamento de vários tipos de câncer. No caso de Covas, além do tumor na cárdia, foram detectadas lesões no fígado e nos linfonodos ao lado do estômago.

Moro é aconselhado a disputar a presidência para usar candidatura como tábua de salvação

A candidatura presidencial de Moro seria uma espécie de imperativo de autodefesa, dizem seus aliados, no momento em que o STF se prepara para julgar sua suspeição

O ex-juiz Sergio Moro, que está prestes a ser declarado suspeito pelo Supremo Tribunal na Lava Jato, em razão dos abusos cometidos contra o ex-presidente Lula, está sendo aconselhado a disputar a presidência para usar candidatura como tábua de salvação.

Sergio Moro “é aconselhado por amigos a retomar o projeto político”, diz Josias de Souza. “Embora não admita a candidatura diante dos refletores, Moro soa em privado como se não descartasse categoricamente a hipótese de concorrer ao Planalto (…).

A candidatura presidencial de Moro seria uma espécie de imperativo de autodefesa. Moro revela-se incomodado com o que chama de ‘criminalização’ da Lava Jato. E os amigos receiam que, fora do ringue eleitoral, o autor da sentença que proporcionou a Lula uma temporada na cadeia será moído durante a campanha. Candidatando-se, Moro reivindicaria a paternidade da causa anticorrupção, que ficou órfã.”

Bruno Reis: Chegada de novas doses da CoronaVac pode liberar as que estavam retidas

Bruno Reis: Chegada de novas doses da CoronaVac pode liberar as que estavam retidas

Foto: Jade Coelho/ Bahia Notícias

A chegada de mais doses da CoronaVac à Bahia, anunciada nesta terça-feira (2) pelo secretário da Saúde, Fábio Vilas Boas, permitirá a Salvador utilizar doses que foram retidas até agora para garantir o seguimento do programa de imunização. Foi o que disse o prefeito Bruno Reis, em evento que marcou o início do ano legislativo na Câmara Municipal de Salvador (CMS).

“Amanhã chega ao Brasil o IFA, que é o insumo que compõe a vacina e isso é a certeza da chegada de outras doses, muito provavelmente, na próxima semana. Então, já dá até pra gente utilizar aquelas que nós retivemos naquele momento. Vou fazer esse cálculo com base em todas as informações pra gente definir”, afirmou o gestor.

Prioritariamente, segundo Reis, serão imunizados contra a Covid-19 “os idosos acima de 74 anos e os outros trabalhadores da saúde”. Até o momento, 60 mil pessoas foram vacinadas em Salvador. A meta é ter 168 mil até o fim dessa primeira fase. Das 4 milhões de doses enviadas pelo Butantan ao Ministério da Saúde para distribuir por todo o Brasil, 230 mil serão destinadas à Bahia.

 

Fonte: Bahia Notícias

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia