WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

dezembro 2021
D S T Q Q S S
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Brasil’

PGR pede abertura de inquérito contra Bia Kicis por postagem racista

Segundo o vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, a deputada foi racista ao escurecer a pele de Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta em postagem no Twitter

247 e CartaCapital – A Procuradoria-Geral da República encaminhou ao Supremo Tribunal Federal um pedido para a abertura de inquérito contra a deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF).

A parlamentar será investigada por suspeita de racismo por postagens feitas em suas redes sociais. A informação é do jornal O Globo deste domingo 14.

O pedido encaminhado à Suprema Corte é assinado pelo vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, que compreendeu que a deputada foi racista ao escurecer a pele do ex-juiz parcial Sergio Moro e do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. A prática é conhecida como ‘blackface’.

Leia a íntegra na CartaCapital.

Em Dubai, Bolsonaro diz que discutiu “troca de presos políticos” (vídeo)

Jair Bolsonaro ainda disse que tratou sobre acordos na área da “Defesa” com autoridades dos Emirados Árabes; Flávio Dino suspeita que Bolsonaro quer exílio político

247 – Em uma curta entrevista durante sua viagem a Dubai, Jair Bolsonaro teve dificuldades em descrever o que dialogou com autoridades dos Emirados Árabes, disparando generalidades, sem trazer qualquer coisa de concreto.

Questionado sobre o que foi discutido com o primeiro-ministro dos Emirados Árabes, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, neste sábado (14), respondeu que houve conversa sobre diferentes áreas, como Educação, Defesa. Indagado especificamente sobre o que foi assinado na área educacional, respondeu à repórter: “não vou entrar em detalhes com você”.

Uma das frases, no entanto, a princípio passou despercebida, mas agora circula nas redes sociais com legenda e maior destaque. Sem explicações, Bolsonaro disse ter tratado também sobre “troca de presos políticos” (assista abaixo).

Exílio?

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), questionou o que tanto Bolsonaro e sua família fazem em Dubai, se seria fuga do Tribunal Penal Internacional ou se estaria preparando exílio para quando estiver fora da presidência.

“Essas constantes viagens a Dubai são só passeio mesmo? Ou tem algo de esquisito nisso? Estão preparando exílio para o fim dos efêmeros e desastrados anos de poder? Ou a preocupação é fugir à jurisdição do Tribunal Penal Internacional?”, indagou Dino.

247

Gilmar sugere que Moro é limitado e recomenda que “estude bastante” (vídeo)

“Do que eu percebi, do que eu lidei das sentenças do Moro, eu acho que ele tem uma visão peculiar”, completou o ministro do STF

247 – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro é limitado intelectualmente e aconselhou que o lavajatista “estude bastante”. Mendes é crítico da operação Lava Jato e votou a favor de tornar Moro parcial no julgamento contra o ex-presidente Lula (PT).

Em entrevista ao MyNews, perguntado qual conselho daria ao pré-candidato à presidência da República em 2022, Mendes respondeu: “Que estudasse bastante, né?”

“Acho que sim. Do que eu percebi, do que eu lidei das sentenças do Moro, eu acho que ele tem uma visão peculiar”, completou o ministro do STF, com uma leve risada.

“Eu acho que o mundo dele é uma sala de processo. O mundo político é muito mais complexo. Eu acho que em pouco tempo ele terá aprendido. Espero que não seja um processo doloroso”, concluiu.

247

PEC dos Precatórios: Câmara rejeita descumprimento da Regra de Ouro em derrota para o governo

A Regra de Ouro impede gastos acima das despesas de capital, evitando, portanto, o endividamento da administração pública para pagar despesas correntes, como salários

Metrópoles – O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (9/11), destaque da bancada do Partido Novo ao texto-base da PEC dos Precatórios que retira a possibilidade de o governo driblar a Regra de Ouro por meio da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Para que o destaque fosse rejeitado e o texto-base mantido, eram necessários 308 votos, mas os defensores da proposta obtiveram apenas 303 apoios dos 470 possíveis – quórum registrado no momento da votação.

Prevista na Constituição, a Regra de Ouro impede gastos acima das despesas de capital, evitando, portanto, o endividamento da administração pública para pagar despesas correntes, como salários, benefícios de aposentadoria, contas de luz e outros custeios da máquina pública.

Atualmente, o governo precisa do aval do Congresso Nacional para descumprir a Regra de Ouro. O dispositivo retirado da PEC dos Precatórios liberava o Executivo de cumprir a norma por meio de uma autorização na LOA.

Continue lendo no Metrópoles.

247

Debandada do Inep a 13 dias do Enem chega a 31 pedidos de demissão

Foto: Divulgação / Inep

Faltando 13 dias para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ao menos 31 funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) pediram demissão nesta segunda-feira (8), em uma debandada em protesto contra a atual gestão do órgão. As informações são da Folha de S. Paulo.

No pedido de dispensa, eles citam a “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep”.

O presidente do Inep, Danilo Dupas Ribeiro, é acusado pelos servidores de promover um desmonte no órgão, com decisões sem critérios técnicos, e também de assédio moral, segundo denúncia da Assinep (Associação de Servidores do Inep). Ele foi levado ao cargo pelo atual ministro da Educação, o pastor Milton Ribeiro, de quem é próximo.

Servidores dizem que, com essas baixas, a realização do Enem fica sob alto risco de falhas. Questionados, MEC e Inep não responderam.

O pedido coletivo de dispensa tem sido assinado eletronicamente pelos servidores desde o fim da manhã desta segunda. Até o início da tarde desta segunda, eram 13 os pedidos de exoneração (veja aqui). Mas às 16h30, outras 18 solicitações foram divulgadas.

Do total de 31 baixas registradas até as 16h30, ao menos 20 eram de coordenadores de área ou substitutos dos coordenadores. O principal departamento atingido é a Diretoria de Gestão e Planejamento, responsável, entre outras coisas, pela logística das provas.

BB tem alta de 47,6% no lucro líquido no terceiro trimestre, para R$ 5,1 bi

O BB (Banco do Brasil) registrou lucro líquido ajustado de R$ 5,1 bilhões no terceiro trimestre de 2021, de acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira (8). O resultado representa um aumento de 47,6% na comparação com igual período do ano passado, e de 2% ante o trimestre imediatamente anterior.
Frente aos resultados apresentados, o banco revisou suas projeções para o crescimento do lucro líquido ajustado em 2021, de uma faixa entre 17% e 20%, para algo em torno de 19% a 21%.
A carteira de crédito da instituição chegou a R$ 814,2 bilhões em setembro, alta de 11,4% em bases anuais, e de 6,2% ante junho de 2021, impulsionada pelo avanço em segmentos como pessoas físicas, com crescimento de 14,2% na comparação anual, MPME, com alta de 24,6%, e agronegócios, com 18,5%.
A previsão para o aumento da carteira de crédito do BB agora é de algo entre 14% e 16% neste ano, contra 8% a 12% anteriormente.
As receitas de prestação de serviços somaram R$ 7,3 bilhões, alta de 2,2% ano contra ano, e de 3,2% na margem, com destaque para o desempenho de administração de fundos (9,9%), seguros, previdência e capitalização (6,0%) e consórcios (11,7%).
As despesas administrativas, por sua vez, somaram R$ 7,83 bilhões, alta de 1% em bases anuais, e de 0,7% na margem.
Já a taxa de inadimplência acima de 90 dias foi de 1,82%, contra 2,43% há um ano, e 1,86% em junho de 2021.
As provisões para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) atingiram R$ 43,95 bilhões, incremento de 3,8% na comparação anual, e de 2,7% ante o segundo trimestre de 2021.

RAIO-X | BANCO DO BRASIL
Fundação: 1808
Lucro líquido no 3º trimestre de 2021: R$ 5,1 bilhões
Agências: 3.977
Funcionários: 85.069
Principais concorrentes: Itaú Unibanco, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Santander

Documentário denuncia destruição do Brasil pela Lava Jato; assista

(Foto: ABr | Reprodução)

Estreou nesta segunda-feira, 8, o curta-documentário “Lava Jato: um cupim contra o Brasil”

247 – O curta-documentário “Lava Jato: um cupim contra o Brasil” estreou nesta segunda-feira, 8, e foi divulgado por meio de uma ampla rede de veículos e canais de movimentos populares, articulada pelo Comitê Nacional Lula Livre Brasil Livre.

“Em nome de uma falsa cruzada contra a corrupção, mesma pauta genérica usada para atacar Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e João Goulart no passado, a Lava Jato atacou diretamente setores estratégicos da indústria nacional, como os de petróleo, gás e  construção civil”, destaca o Comitê.

“Além de entrevistas com especialistas no assunto, como o diretor do Dieese Fausto Jr ou o ex-coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP) José Maria Rangel, o documentário conversa diretamente com famílias que tiveram sua vida alterada economicamente nos últimos anos. Ao longo dos pouco mais de 10 minutos, são utilizados recursos interativos, como a animação em whiteboard, o que facilita a didática”, explica.

247

Lira defende legalidade do “orçamento secreto” e Fux diz que plenário irá decidir

As emendas foram utilizadas pelo governo Jair Bolsonaro para comprar apoio parlamentar às vésperas da votação da PEC dos Precatórios

247 – Em reunião com o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), defendeu a legalidade do “orçamento secreto”.

Antes, ele se manifestou com um recurso ao Supremo para revogar a liminar da ministra Rosa Weber que suspendeu a execução orçamentária das emendas de relator. Ela suspendeu pagamentos do chamado “orçamento secreto” até que o caso seja avaliado pela Corte.

A reunião entre Lira e Fux durou 45 minutos e contou com a presença do relator-geral do orçamento, deputado Hugo Leal (PSD), do primeiro-vice presidente do Senado, Veneziano Vital do Rego (MDB), e do senador Fernando Bezerra (MDB), líder do governo no Senado.

Fux ouviu os parlamentares e informou que o tema já foi submetido a julgamento no plenário virtual, que terá início nesta terça-feira, 9.

Nesta segunda-feira, na manifestação ao STF, o Senado confessou que as emendas de relator-geral são para permitir ao Congresso alocar o dinheiro “de acordo com a formação da base de apoio ao governo federal”.

247

Gasolina chega a custar R$ 8 o litro no Sul, após subir 2,25% em uma semana

Pela quinta semana consecutiva, os preços dos combustíveis sobem, enquanto a Petrobrás paga dividendos recordes a acionistas

247 – Na quinta semana consecutiva de alta, o preço médio da gasolina nos postos do país subiu 2,25% na semana passada e o valor máximo registrado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) foi de R$ 7,999 no Rio Grande do Sul. A média de preços ficou em R$ 6,710 o litro.

Por conta do reajuste, o preço do litro do diesel subiu 2,45% nos postos brasileiros na semana passada, chegando a uma média de R$ 5,339. O preço máximo foi de R$ 6,700 o litro em Cruzeiro do Sul, no Acre. O valor médio do litro do etanol, por sua vez, subiu 4,5% na semana, para R$ 5,294. O preço máximo foi de R$ 7,899 o litro em Bage, no Rio Grande do Sul. O preço do botijão de gás (GLP), por sua vez, se manteve estável e fechou a semana em R$ 102,48.

É possível encontrar o litro da gasolina acima de R$ 7 em postos de 20 estados, segundo o G1:

  • Acre (R$ 7,600);
  • Alagoas (R$ 7,198);
  • Amazonas (R$ 7,350);
  • Bahia (R$ 7,299);
  • Ceará (R$ 7,190);
  • Distrito Federal (R$ 7,499);
  • Espírito Santo (R$ 7,090);
  • Goiás (R$ 7,399);
  • Mato Grosso (R$ 7,230);
  • Minas Gerais (R$ 7,599);
  • Pará (R$ 7,250);
  • Paraná (R$ 7,300);
  • Pernambuco (R$ 7,439);
  • Piauí (R$ 7,299);
  • Rio de Janeiro (R$ 7,749);
  • Rio Grande do Norte (R$ 7,299);
  • Rio Grande do Sul (R$ 7,999);
  • Rondônia (R$ 7,030);
  • São Paulo (R$ 7,399);
  • Tocantins (R$ 7,129).

247

Procurador demitido por outdoor da Lava Jato também pode ser candidato

(Foto: MPF/Divulgação | Reprodução)

O procurador Diogo Castor pode disputar algum cargo nas eleições de 2022. O Conselho Nacional do Ministério havia decidido pela demissão do integrante do MPF por causa da participação dele na criação de um outdoor da Lava Jato. A pretensão dele é a mesma de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, que também podem concorrer nas próximas eleições

247 – O procurador Diogo Castor, que fez parte da antiga Operação Lava Jato, pode disputar algum cargo nas eleições de 2022, de acordo com informação publicada pela coluna de Lauro Jardim.

No mês passado, o Conselho Nacional do Ministério decidiu pela demissão do integrante do MPF por causa da participação dele na criação de um outdoor em homenagem ao consórcio da “lava jato” em Curitiba.

A pretensão do procurador é a mesma de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, que também podem concorrer nas próximas eleições.

Outdoor Lava Jato



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia