WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

bahia gas

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

abril 2024
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘Bahia’

Lídice vê ‘compromisso com a democracia’ na possível filiação de Alckmin ao PSB

Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

A ficha de filiação do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, mesmo que ainda não emitida, parece ter uma lista considerável de nomes importantes no Partido Socialista Brasileiro (PSB) dispostos a aboná-la. Um deles é o da deputada federal Lídice da Mata.

Se, em declarações recentes da parlamentar para a imprensa, ela ainda não dava certeza de que houvesse negociações formais, o tom da conversa agora é outro. Na visão de Lídice, que também é presidente da sigla na Bahia, a possível aterrissagem do ex-tucano representa, sobretudo, o combate ao bolsonarismo e um aceno à democracia liberal.

“A vinda de Alckmin para o PSB se dá em um contexto de uma chapa majoritária, porque apesar dele não ser uma pessoa que tenha uma identidade, por exemplo, com o programa econômico do PSB, por outro lado eu acho que ele vai assumir, e tem assumido, o compromisso com a democracia no Brasil”, destacou a deputada, que também é ex-tucana.

A participação do político tem como principal finalidade a composição de uma chapa majoritária. Nela, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ocuparia a cabeça e o paulista a vaga na vice-presidência.

Mesmo sendo adversários históricos e políticos de espectros políticos distintos, Lídice rejeita a ideia de que Geraldo Alckmin terá que se submeter às pautas do partido para que haja um encaixe, mas acredita numa concordância dele quanto aos “objetivos centrais” da chapa.

Fonte: Bahia Notícias

Roma aponta que ‘tendência’ é ser candidato a governador pelo Republicanos em 2022

Foto: Reprodução / Instagram

O ministro da Cidadania, João Roma, pode estar começando a apontar definições para sua candidatura ao governo da Bahia, começando pelo partido: o Republicanos. Ao Bahia Notícias, Roma indicou que a tendência para 2022 é que dispute o Palácio de Ondina pelo seu atual partido. Atualmente, a legenda compõe a base de apoio do grupo liderado pelo ex-prefeito ACM Neto (DEM/UB), pré-candidato ao governo.

Presente na posse do novo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-BA), Marcus Presídio, nesta quarta-feira (5), Roma foi questionado pela reportagem se a tendência é que ele saia como governador pelo Republicanos. “Sim, permaneço no meu partido Republicanos”, respondeu. 

“Permaneço no Republicanos, é meu partido pelo qual fui eleito. Estamos em tratativas com o grupo político vislumbrando minha candidatura ao governo da Bahia. O Republicanos junto com o PL e outros partidos tem se movimentado, queremos sim apresentar um novo horizonte. Estar junto na caminhada de Bolsonaro para a reeleição. Tem crescido o chamado para que eu possa avançar na candidatura, é um processo natural para que a Bahia possa despertar e mostrar para o Brasil”, acrescentou Roma.

A movimentação pode enfraquecer ainda mais a base de apoio de Neto em 2022. Com a chegada de Bolsonaro ao PL, a legenda deve seguir com Roma, juntamente com o Republicanos, partido do atual ministro. Além deles, o PV já sinalizou o apoio a candidatura do senador Jaques Wagner (PT) (relembre aqui). A debandada pode crescer ainda mais com a possibilidade da chegada do MDB ao grupo petista (veja aqui). 

De acordo com a apuração do Bahia Notícias com lideranças do Republicanos, a decisão sobre o partido de Roma deve ser tomada através da executiva nacional, liderada pelo deputado federal Marcos Pereira (SP). Interlocutores ligados ao partido na Bahia têm revelado a preferência na manutenção do apoio a Neto, porém a última batida do martelo deverá vir de Brasília.

Fonte: Bahia Notícias

Seinfra monitora 12 pontos de estradas e 4 pontes afetadas pelas chuvas no Oeste

Foto: Divulgação/Consórcio do Oeste

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) está observando a situação de 12 pontos de rodovias, incluindo acessos a cidades e distritos, e de 4 pontes atingidas pelas fortes chuvas que atingiram diversas cidades no interior do estado no decorrer das duas últimas semanas.

Segundo o órgão, o tráfego de veículo em alguns trechos já foi normalizado e em outros somente será retomado após a construção de desvios provisórios.

Na ação já estão as seis ocorrências novas registradas na região neste domingo (2), quando a secretaria passou a acompanhar a situação nos acessos à Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), em Barreiras, a Catolândia, a Baianópolis, a Cotegipe, a Wanderley e na ponte entre Missão do Aricobé e Angical, na BA-465.

De acordo com os dados da Seinfra,um total de 60 pontos de rodovias baianas atingidas durante o período chuvoso no estado.

Os pontos de rodovias do oeste monitorados pelo órgão, além dos acessos, são: BA-225, do entroncamento da BR-135, próximo ao distrito de Pipiri, em Formosa do Rio Preto, até Coaceral; dois pontos da BA-465, de Cotegipe até Missão do Aricobé; dois pontos da BA-447, entre Barreiras e Angical; a BA-172, que liga São Félix do Coribe à Jaborandi; e a BA-645, entre Angical e Missão do Aricobé.

A equipe técnica da Seinfra também avalia a situação das pontes na região, incluindo a do KM 1, entre Missão do Aricobé e Angical, na BA-465. Os outros equipamentos observados são: de São Joaquim, no acesso ao distrito de Missão do Aricobé, na BA-465, em Angical; do Alto Araguaia, na BA-449, em Cotegipe; e a ponte sobre o Rio Água Piranga, na BA-449. As quatro pontes sofreram danos por conta das chuvas na região e precisarão passar por reparos emergenciais.

A lista com os pontos de rodovias baianas afetados pelas fortes chuvas deste mês de dezembro (60) está disponível no site (clique aqui).

 

Fonte: Bahia Notícas

Senado aprova em primeiro turno PEC da Economia Solidária

De autoria do senador Jaques Wagner (PT-BA), a Proposta de Emenda à Constituição 69/2019, conhecida como PEC da Economia Solidária, foi aprovada nesta quinta-feira (16) em primeiro turno num placar de 56 a 9, na sessão deliberativa que ocorreu durante a tarde no Senado. O projeto prevê a criação de um Sistema Nacional de Economia Solidária – movimentada através de coletivos como associações, cooperativas, grupos informais ou sociedades mercantis – para viabilizar alternativas de inovação para o trabalho de inclusão social.

Para Wagner, a inclusão da pauta na Constituição Federal “é fundamental para que se torne efetivamente uma política de Estado”. “No momento em que o mundo aumenta a desigualdade e concentra-se a renda, é necessário que tenhamos visão de outra abordagem do desenvolvimento das nações e do mundo dos negócios e das empresas”, pontuou em seu discurso no plenário.

Cerca de 30 mil empreendimentos atuam neste segmento no país e, de acordo com Wagner, são responsáveis por cerca de 2 milhões de empregos no país.

A PEC teve relatoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e acrescenta o inciso X ao artigo 170 da Constituição, incluindo o segmento entre os princípios da ordem econômica aos de soberania nacional, propriedade privada, livre concorrência, defesa do meio ambiente, entre outros.

O texto ainda deverá ser apreciado novamente em plenário do Senado, antes que possa ir à Câmara. Apesar dos esforços concentrados para agilizar votações antes do recesso institucional no Congresso, o presidente da Casa Rodrigo Pacheco (PSD-MG) deve incluir a pauta apenas no ano que vem para apreciação em segundo turno.

Fonte: Bahia Notícias

Rui Costa lamenta quedas de Bahia e Vitória: ‘Espero que se aprenda com os erros cometidos’

Foto: Reprodução / YouTube

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), voltou a exibir seu lado corneteiro no futebol. Durante o Papo Correria desta terça-feira (14), o mandatário lamentou as quedas de Bahia e Vitória para as séries B e C, respectivamente. Na opinião do petista, é preciso “aprender com os erros cometidos” para retonar à elite do futebol nacional. 

“Sou apaixonado pelo Bahia, herdei isso do meu pai. É uma tristeza (…) Não tem do que reclamar, até porque nas três últimas edições nós ficamos rezando sempre para o Bahia não cair. Se dois anos isso deu certo, esse ano. Infelizmente a tragédia aconteceu, o prejuízo é grande. Nem se fala o Vitória. Se já era difícil manter um clube competitivo com a arrecadação de Série B, imagine na Série C. É muito triste para o futebol da Bahia não ter nenhum representante no grupo de elite do futebol nacional. Espero que se aprenda com os erros cometidos”, afirmou Rui Costa.

O gestor ainda criticou o árbitro da partida entre Fortaleza e Bahia, pela última rodada do Brasileirão. Ele opinou que o pênalti que originou o segundo gol do Leão do Pici não existiu. De qualquer forma, nem mesmo isso seria capaz de evitar o rebaixamento do Esquadrão, disse Rui.

“Tem gente que fica comentando a última partida, aquele pênalti que, na minha opinião, o árbitro inventou. O cara tá com a mão colada no corpo. Só se arrancar o braço para a bola não bater. Mas mesmo se não tivesse aquele segundo gol, o Bahia seria rebaixado porque precisaria ganhar, e não ganhou. Como não ganhou do Sport, do Cuiabá, do Atlético-GO, perdeu muitos jogos na Fonte Nova”, criticou

‘Namoro’ entre União Brasil e Moro pode reaproximar Podemos de ACM Neto na Bahia

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A proximidade do União Brasil (UB) com alguns nomes já desperta desdobramentos políticos na estruturação das alianças para as eleições do ano que vem, tanto a nível nacional quanto nas disputas no cenário estadual, mesmo a agremiação ainda estando em processo de gestação. 

Uma destas figuras é o ex-juiz da Operação Lava Jato Sergio Moro (Podemos), que cada vez mais perto da legenda que sucederá o Democratas, poderá fazer com que a base do governador Rui Costa (PT) perca o apoio do seu partido.

Moro é tido como um potencial candidato da “terceira via”, campo que reúne principalmente os partidos localizados ao centro do espectro ideológico. Nos bastidores, uma versão é ventilada: a de que, na Bahia, o apoio do partido do magistrado ao pré-candidato do UB ao Palácio de Ondina, ACM Neto, é um caminho possível.

O presidente estadual do Podemos, o deputado federal João Carlos Bacelar, não descartou a ideia, mas ponderou que há, dentro da sigla, uma tradição na liberação dos diretórios regionais. “Não tenho conhecimento de nada. Ainda é muito incipiente. Não há nada oficializado. O partido sempre liberou nos estados para que cada estado seguisse seu caminho”, esclareceu Bacelar, acrescentando que, no momento, no estado, a legenda tende a acompanhar o grupo de Rui e Jaques Wagner.

“Nacionalmente vamos seguir o que o partido determinar. Regional é o diretório regional, a questão nacional é o nacional”, pontuou o dirigente.

Questionado sobre a chegada de novos membros ao partido, ele afirmou que a divisão baiana do Podemos não se opõe aos novos correligionários. “O lema que a gente adota na Bahia é que a porta do partido está aberta para quem quer entrar ou sair. Não há impedimento. Se a gente usa isso na Bahia, tem que concordar que o nacional também use”, sugeriu.

Fonte: Bahia Notícias

Prometido em 2016, Centro de Boxe da Bahia será inaugurado em fevereiro de 2022

Rui Costa e Robson Conceição em 2016 | Foto: Carla Ornelas / GOVBA

A promessa feita pelo governador Rui Costa (PT) ao boxeador Robson Conceição em 2016, após o baiano conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, de construir um centro de boxe no estado está finalmente sendo cumprida. Em entrevista exclusiva ao Bahia Notícias, Davidson Magalhães, titular da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), revelou que o Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais deverá ser inaugurado em fevereiro de 2022.

“Isso já está resolvido. Nós tínhamos um problema com o imóvel que estava sob o controle do Iphan e terminou não sendo viabilizado. Mas agora já tem um imóvel que é do próprio governo do estado. Em fevereiro estará inaugurado”, declarou ao BN.

As obras do novo centro deveriam ter sido iniciadas em 2019. No entanto, em setembro daquele ano, a promessa não tinha nem virado um projeto do Executivo (lembre aqui). Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 foram adiados para 2021. Enquanto os baianos Herbert Conceição e Beatriz Ferreira subiam no ringue no Japão, o governo ainda nem tinha tirado do papel o que havia prometido (veja aqui).

O primeiro local escolhido foi indeferido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no final do mês de julho (confira aqui). A ideia original era erguer o novo equipamento no lugar de um edifício na região do Palacete Machado, também conhecido como antigo abrigo D. Pedro II.

No início de agosto, Bia Ferreira colocava a medalha de prata no peito e Hebert Conceição nocauteava o ucraniano Oleksandr Khyzhniak para repetir o feito de Robson e se tornar campeão olímpico em Tóquio.

Enquanto isso, na capital baiana, o imbróglio do local do centro de boxe era resolvido. Para encerrar a novela, o governo escolheu um prédio seu, localizado no Largo de Roma, na Cidade Baixa (leia aqui). Finalmente em meados de setembro, o edital de construção do equipamento foi lançado, sendo investidos R$ 4,2 milhões (clique aqui).

Foto: Divulgação / COB

A obra inclui a reforma do prédio com pavimento térreo e mezanino, anexado a um galpão com cobertura e estrutura metálicas. O equipamento terá vestiários feminino e masculino com acesso para Pessoas Com Deficiência (PCD), além de refeitório.

A inauguração está prevista para fevereiro, mas o Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais já tem agenda antes mesmo de começar a funcionar. A Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) anunciou que vai usar o novo equipamento para sediar uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Boxe (lembre aqui).

 

IMPORTÂNCIA DO CENTRO DE BOXE
Primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica no boxe feminino, a baiana Adriana Araújo falou sobre a importância do Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais na Bahia. Ela destacou a necessidade de uma boa estrutura para que o atleta consiga bons resultados nas principais competições da modalidade.

“É necessário que esses atletas tenham uma estrutura enorme, até porque há vários fatores por trás do atleta para ele chegar a uma conquista grande, principalmente numa Olimpíada. Por trás de um atleta tem vários fatores e um deles é uma boa estrutura. Se com o pouco que temos, conseguimos trazer grandes resultados, em especial as medalhas e os títulos olímpicos, com certeza vamos dar show em 2024”, comentou em entrevista ao BN.

Fonte: Bahia Notícias

 

Governo da Bahia começa entrega de absorventes do programa Dignidade Menstrual

O governo da Bahia começou, nesta quinta-feira (22), a distribuição dos absorventes descartáveis higiênicos do programa Dignidade Menstrual, que ofertará mensalmente um pacote de absorventes descartáveis por beneficiária e terá um investimento de R$ 5,6 milhões.

Serão beneficiados mais de 226 mil estudantes e pessoas que menstruam regularmente, matriculadas na rede estadual de ensino e que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos.

Para o governador Rui Costa (PT), a falta de absorventes para esse público “é uma triste situação vivida por pessoas que, pela falta de recursos e conhecimento, não têm acesso aos cuidados básicos de higiene e saúde durante a menstruação”.

Rui destacou ainda que o programa também contempla “ações pedagógicas nas escolas voltadas à saúde e ao bem-estar para que as estudantes e pessoas que menstruam tenham mais tranquilidade durante o período”.

“A previsão é a de que o programa seja incluído no Plano Plurianual e passe a integrar as políticas públicas do Estado. A pobreza menstrual afeta negativamente parte importante das pessoas que menstruam no país e impacta, inclusive, na frequência escolar e, consequentemente, na aprendizagem”, afirmou Jerônimo Rodrigues, secretário estadual da Educação.

“É uma questão de direitos humanos. Buscamos uma educação não discriminatória em relação às pessoas que menstruam. Precisamos romper mitos e transformar essa realidade com ações de sensibilização e educativas. Isso é também a busca da equidade de gênero”, comentou Julieta Palmeira, secretária de Política para Mulheres.

A entrega começou por 34 municípios do interior, pelas empresas que venceram os primeiros lotes da licitação. Este primeiro lote contempla três Núcleos Territoriais de Educação (NTE): o Núcleo do Sisal, com sede em Serrinha (NTE 04); Extremo Sul, com sede em Teixeira de Freitas (NTE 7); e Feira de Santana (NTE 19).

Os próximos NTEs a serem alcançados com a entrega são: Litoral Sul, com sede em Itabuna (NTE 05); Médio Sudoeste da Bahia, com sede em Itapetinga (08); Vale do Jequiriçá, com sede em Amargosa (NTE 09); Piemonte do Paraguaçu, com sede em Itaberaba (NTE 14); Piemonte da Diamantina, com sede em Jacobina (16); NTE Semiárido Nordeste II, com sede em Ribeira do Bombal (NTE 17); Médio Rio de Contas, com sede em Jequié (22); Bacia do Rio Corrente, com sede em Santa Maria da Vitória (NTE 23); e Costa do Descobrimento, com sede em Eunápolis (NTE 27).

Nos demais NTEs, incluindo Salvador, a entrega dos absorventes deverá ser feita até a primeira semana de dezembro.

Fonte: Bahia Notícias

Daniela Borges é eleita presidente da OAB-BA

Foto: Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias

A presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Daniela Borges,  da chapa “União pela Advocacia” foi eleita nesta quarta-feira (24), presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Bahia (OAB-BA).  Daniela estará à frente da instituição de 2022 a 2024.

As eleições contaram com 104 urnas distribuídas no Centro de Convenções de Salvador. Participaram da disputa para o triênio 2022-2024 Ana Patrícia Dantas Leão (chapa “OAB de Coração”), atual vice-presidente que rompeu com seu grupo e se lançou como candidata; Daniela Borges (chapa “União pela Advocacia”), conselheira federal na OAB Nacional eleita na chapa de Fabrício Castro, que optou em não concorrer pela reeleição e a lançou na disputa; Dinailton Oliveira (chapa “OAB pra Valer”), ex-presidente da Ordem; e Ricardo Nogueira (chapa “Liberta OAB”).

O pleito também definiu  os cargos de presidente, vice-presidente, secretário-geral, secretário-geral adjunto, tesoureiro, diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados (CAAB), diretorias das Subseções no interior e membros do Conselho Seccional, do Conselho Federal.

 

‘Vamos seguir conversando’, diz Bruno Reis após rumor sobre PL apoiar Roma ao governo

Foto: Valter Pontes/Secom

Mesmo com a possibilidade do PL apoiar a candidatura do ministro da Cidadania João Roma (Republicanos) ao Governo da Bahia nas eleições de 2022, o prefeito Bruno Reis (DEM / UB) se mostrou otimista em manter a aliança para garantir o apoio do partido ao ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM / UB) na disputa.

“O PL é um partido que está na nossa base e que eu tenho uma boa relação. Eles inclusive romperam com o grupo que estavam para me apoiar. Estamos ainda a 10 meses das eleições, tem muita água para passar por debaixo dessa ponte. Vamos seguir conversado com todos que compõem a nossa base para construir uma unidade. Meu desejo é poder reunir em torno da candidatura do ex-prefeito ACM Neto todos os partidos que estão em nossa aliança”, disse o chefe do executivo da capital baiana.

De acordo com fontes ouvidas pelo jornal Tribuna da Bahia, o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, teria batido o martelo sobre o apoio do partido no estado. Segundo a publicação, os liberais baianos deverão seguir com Roma, que, ao que tudo indica, será o nome apoiado pela presidente Jair Bolsonaro. Bolsonaro deve se filiar ao PL no dia 30 de novembro.



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia