O Bahia colocou um ponto final no jejum de triunfos em grande estilo, com direito a derrubar o último invicto do Brasileirão. Na noite desta quarta-feira (21), o Tricolor venceu o Palmeiras por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, pela 11ª rodada. O único gol da partida foi marcado por Thaciano aos 47 minutos do segundo tempo.

Com o resultado positivo, o Esquadrão de Aço assumiu o 14º lugar na tabela de classificação ao somar 12 pontos. Enquanto o Verdão segue na vice-liderança com 22.

O Bahia volta ao gramado no sábado de São João (24), às 18h30, para enfrentar o Fluminense, no Maracanã. A partida é válida pela 12ª rodada do certame nacional.

 

O JOGO

O jogo começou com as duas marcações não dando espaços aos adversários, impedindo a penetração na área para levar perigo aos goleiros. Aos quatro minutos, Zé Rafael bobeou e o Tricolor puxou o contra-ataque, mas acabou não aproveitando e desperdiçou a boa oportunidade. Apesar disso, o Tricolor subiu um pouco mais a marcação, dominando mais a bola e sem dar respiro ao Verdão, que ficava retraído atrás. Aos 11, o time baiano criou boa trama com Cicinho. O lateral carregou a bola em direção ao gol, mas acabou perdendo ao tentar puxar para dentro. Na sequência, os donos da casa ganharam o escanteio.

 

A primeira chegada do Palmeiras aconteceu aos 15 minutos em descida pela direita. Mayke fez cruzamento rasteiro e ganhou o escanteio. No minuto seguinte, o Verdão quase marcou em jogada ensaiada na cobrança de escanteio. Artur recuou para Vanderlan, que encontrou Dudu no meio da área. O atacante fez o passe para Gabriel Menino no miolo, mas falhou finalização e Marcos Felipe segurou. Porém, a arbitragem anulou a jogada apontando impedimento do ataque paulista. A resposta do Tricolor veio três minutos depois com o chute de fora da área de Acevedo, obrigando Lomba a cair para fazer a defesa. Aos 19, o time paulista criou boa chance. Endrick tocou para Artur, que bateu rasteiro nas mãos de Marcos Felipe. Mas o assistente apontou a posição irregular do camisa 14.

Aos 24 minutos, a defesa do Bahia errou na saída de bola, em que Kanu e Rezende se atrapalharam. Zé Rafael aproveitou a indecisão e finalizou de longe com perigo para a meta defendida por Marcos Felipe. O time paulista chegou bem novamente aos 27, desta vez com Vanderlan que tentou o cruzamento rasteiro, mas Marcos Felipe se antecipou e encaixou. Aos 32, Kanu fez um desarme providencial e impediu Endrick de abrir o placar no cruzamento de Artur.

 

O Bahia quase conseguiu criar uma boa chance, mas Cauly acabou sendo desarmado por Zé Rafael na entrada da área aos 38 minutos. O volante aproveitou o contra-ataque e lançou Artur, que recebeu livre, disparou em velocidade e finalizou para fora. Mas o atacante acabou se machucando no lance e o jogo foi paralisado para atendimento médico.

Aos 43 minutos, Ademir recebeu o cartão amarelo do banco de reservas por reclamação.

 

Marcos Felipe deu um susto na torcida do Tricolor aos 45 minutos por quase tomar um frango. O goleiro do time baiano saiu errado, a bola bateu num jogador do Palmeiras e Artur foi acionado na área. Ele bateu cruzado e o arqueiro do Tricolor deixou ela passar, mas conseguiu tirar em cima do limite linha. A arbitragem de campo não validou o gol, mas depois o VAR foi acionado e o placar não foi mexido.

 

Segundo tempo

Os dois times voltaram dos vestiários com as mesmas formações que iniciaram a partida. Aos 10 minutos, Marcos Felipe fez uma grande defesa na finalização de Duda dentro da área.

Após entrar no lugar de Vinícius Mingotti, Everaldo quase proporcionou um lance plástico aos 22 minutos. O centroavante acertou uma bicicleta dentro da área, mas não conseguiu acertar em cheio e o time paulista ficou com a bola. Dois minutos depois, Acevedo roubou a bola e puxou o contra-ataque. O uruguaio carregou até a intermediária e tocou para Kayky, que foi travado na hora da finalização e a bola passou perto da trave direita de Marcelo Lomba.

O Verdão bombardeou o Tricolor aos 30 minutos, ambas com Luis Guilherme. Na primeira oportunidade, o meia recebeu na direita, invadiu a área e chutou na trave, após desvio. A segunda foi na cobrança de escanteio em que ele soltou a bomba obrigando Marcos Felipe a fazer mais uma grande defesa. Mas na sequência, a arbitragem anotou impedimento do ataque paulista.

 

Thaciano marca aos 47
O Tricolor marcou com Thaciano aos 47 minutos. Bela jogada de Cauly que driblou três marcadores, mas perdeu a bola na entrada da área. Daniel aproveitou a sobra e bateu, Lomba espalmou e Thaciano empurrou para o fundo das redes. Bahia 1×0 Palmeiras

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 1×0 Palmeiras
Campeonato Brasileiro – 11ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 21/06/2023 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Vinícius Mingotti, Ademir, Kayky, Everaldo (Bahia) / Endrick, Gabriel Menino, Breno Lopes (Palmeiras)

Gol: Thaciano (Bahia)

 

Bahia: Marcos Felipe; Chávez, Kanu, Vitor Hugo (Gabriel Xavier) e Cicinho; Rezende, Acevedo, Thaciano e Cauly; Kayky (Daniel) e Vinícius Mingotti (Everaldo). Técnico: Renato Paiva.

 

Palmeiras: Marcelo Lomba; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Vanderlan; Zé Rafael, Gabriel Menino (Richard Ríos) e Bruno Tabata (Luis Guilherme); Artur (Giovani), Dudu (Breno Lopes) e Endrick (López). Técnico: Abel Ferreira.