Ex-juiz suspeito Sérgio Moro é hostilizado ao desembarcar em João Pessoa (Foto: ABr | Reprodução)

Ex-juiz parcial permanece na Paraíba até sábado (8), onde tem agenda na capital e em Campina Grande

247 – O ex-juiz suspeito Sérgio Moro, que destruiu 4,4 milhões de empregos, segundo o Dieese, quebrou construtoras brasileiras e depois foi pago por uma consultoria estadunidense que lucrou com tal destruição, foi hostilizado nesta quinta-feira (6) ao desembarcar no aeroporto em João Pessoa.

Em vídeo que circula nas redes sociais, Moro é chamado de “traíra”, em crítica ao fato dele ter deixado o governo de Jair Bolsonaro, que ajudou a eleger ainda quando era juiz da Lava Jato, e do qual foi ministro da Justiça. O presidenciável do Podemos também foi chamado de “juiz ladrão” e “vagabundo”. Um homem chegou a reagir aos insultos e partiu contra outro durante as manifestações.

Segundo o site T5, o ex-juiz parcial permanece na Paraíba até sábado (8), onde tem agenda na capital e em Campina Grande. Moro está acompanhado da presidente nacional do partido, a deputada Renata Abreu.

Sérgio Moro foi declarado parcial e suspeito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e está sendo investigado pelo Tribunal de Contas da União por ter enriquecido enquanto o Brasil empobreceu. Saiba aqui como apoiar o documentário de Joaquim de Carvalho sobre o patrimônio de Moro e Dallagnol, ex-chefe da Lava Jato.

247