WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

novembro 2021
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: 16/nov/2021 . 0:13

Moro acusa PT de “saquear” Petrobrás e é detonado nas redes. “Falta de vergonha na cara”, diz Tacla Duran

“Saqueada foi a justiça brasileira por você”, rebateu o advogado, o primeiro brasileiro a enfrentar a Lava Jato

247 – O ex-juiz parcial Sergio Moro, atual candidato à presidência da República, foi detonado nas redes sociais nesta segunda-feira (15) ao acusar o PT de “saquear” a Petrobrás. “Pilantra”, “ladrão” e “hipócrita” foram apenas algumas das palavras escritas nos comentários de sua postagem no Twitter.

“Saqueada foi a justiça brasileira por você!”, rebateu o advogado Rodrigo Tacla Duran, primeiro brasileiro a enfrentar a Lava Jato, ao acusar advogados amigos de Sergio Moro de pedirem dinheiro em troca de benefícios na operação Lava Jato.

“Usar a Petrobras como palanque eleitoral é mais uma falta de vergonha na cara, depois de ganhar honorários com a RJ da Odebrecht. Você foi responsável direto pela quebra de empresas e desemprego, em favor de sua candidatura!”, prosseguiu Tacla Duran.

O jornalista do The Intercept, que publicou a Vaza Jato, Andrew Fishman lembrou: “a Lava Jato tentou roubar R$1,5 bilhões do Petrobras e só foi impedido pelo STF”. Jeferson Miola, colunista e comentarista no Brasil 247, escreveu: O STF falou, o STF avisou: Moro é suspeito, o que equivale a ser juiz-ladrão, como Glauber Braga classifica este pilantra que age no Brasil a serviço dos EUA e por isso destruiu a Petrobrás e a engenharia nacional. Em maio o juiz-ladrão será julgado pelo Comitê de DH da ONU”.

Fonte: 247

Desembargador do TJ do Rio é fotografado na comitiva de Bolsonaro em Dubai

Além de ministros, da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e dos filhos Flávio e Eduardo, Bolsonaro foi visto no hotel Habtoor Palace com o ex-senador Magno Malta (PL-ES), sem cargo público desde 2018, e com o desembargador e presidente da Andes (Associação Nacional dos Desembargadores), Marcelo Buhatem

247, com Agenda do Poder – A comitiva de ministros, políticos e outras autoridades que acompanha o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua viagem para Dubai, nos Emirados Árabes, foi alvo de críticas de internautas neste domingo (14.nov.2021). A hashtag #MamataEmDubai ficou entre os assuntos mais comentados do Twittter.

Além dos ministros, da primeira-dama Michelle Bolsonaro e dos filhos Flávio e Eduardo, Bolsonaro foi visto no hotel Habtoor Palace com o ex-senador Magno Malta (PL-ES), sem cargo público desde 2018, e com o desembargador e presidente da Andes (Associação Nacional dos Desembargadores), Marcelo Buhatem.

Segundo a Revista Fórum, Buhatem tem uma relação de longa data com o clã Bolsonaro. Em abril de 2021, sob a gestão de Buhatem, a Andes condecorou Bolsonaro. Além disso, em novembro de 2020, o jornalista Samuel Pancher, do Metrópoles, afirmou que ele havia se reunido para um encontro com Jair. O detalhe é que Buhatem era o desembargador responsável pelo caso das rachadinhas envolvendo Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ).

No sábado (13.nov), o presidente afirmou a jornalistas que a diária de seu quarto de hotel custava R$45 mil e era paga pelo governo de Dubai.

Nas redes sociais, o vereador de Belo Horizonte, Nikolas Ferreira (PRTB-MG), e o deputado estadual Hélio Lopes (PSL-RJ) também postaram fotos na comitiva.

desembargador-dubai-bolsonaro

247



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia