WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

outubro 2021
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: 23/out/2021 . 1:27

Alexandre de Moraes decretará novas prisões de bolsonaristas

No STF, as prisões são consideradas importantes para manter os alvos dos inquéritos dos atos antidemocráticos, das fake news e das milícias digitais em alerta, diz Guilherme Amado, do Metrópoles

247 – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decretará novas prisões de extremistas bolsonaristas até o fim do ano, informa o jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no portal Metrópoles.

No STF, as prisões são consideradas importantes para manter os alvos dos inquéritos dos atos antidemocráticos, das fake news e das milícias digitais em alerta.

De acordo com o jornalista, os ministros consideram que as investigações tiveram um papel importante em frear os ataques ao tribunal. E as prisões, mais ainda.

Allan dos Santos

Nesta quinta-feira, Moraes decretou a prisão e extradição do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, que mora nos EUA.

Santos é investigado no Supremo em dois inquéritos: o que apura a divulgação de fake news e ataques a integrantes da Corte e também no que identificou a atuação de uma milícia digital que trabalha contra a democracia e as instituições no país.

Moraes ordenou ainda que a Polícia Federal inclua o mandado de prisão na lista da Difusão Vermelha da Interpol, para garantir que Santos seja capturado e retorne ao Brasil. Também foi acionada a embaixada dos Estados Unidos.

O extremista afirmou que usará todos os seus direitos nos EUA e se definiu como “imigrante”.

247

ABMD repudia ameaças a Joaquim de Carvalho e exige ação da polícia e da Justiça

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil 247)

Presidente da Associação Brasileira de Mídia Digital, Florestan Fernandes Jr, afirmou que foram solicitadas investigação policial e proteção judicial para o repórter Joaquim de Carvalho e seus familiares

247 – A Associação Brasileira de Mídia Digital divulgou nesta sexta-feira (22) nota de apoio ao jornalista Joaquim de Carvalho, do 247, que está sendo vítima de ameaça por um homem ligado a Jair Renan Bolsonaro.

O presidente da ABMD, jornalista Florestan Fernandes Jr, afirmou no texto que pessoas que atuaram como seguranças formais e informais do presidente e de seu filho Jair Renan durante a campanha de 2018 passaram a ameaçar o jornalista e sua família em razão das apurações jornalísticas. “Já foram solicitadas investigação policial e proteção judicial para Joaquim de Carvalho e seus parentes”, diz Florestan.

Ao 247, Joaquim de Carvalho contou que  o autor da ameaça se chama Allan Gustavo Lucena do Norte. “Fui ameaçado e, se algo acontecer a mim ou alguém da minha família, a responsabilidade deve ser atribuída a Allan Gustavo Lucena do Norte, que foi investigado no caso que envolve a suspeita de lobby juntamente com Jair Renan Bolsonaro”.

O jornalista, que trabalha na produção do documentário “A máquina de fakeadas da extrema-direita“, explicou: “no documentário que estou realizando sobre a máquina de fake news e o caso Adélio-Bolsonaro, apuro o envolvimento do agente Polícia Federal Luís Felipe Barros Félix num caso de arapongagem em Brasília que teve Allan Gustavo Lucena do Norte como alvo”

Leia na íntegra a nota da ABMD:

A Associação Brasileira de Mídia Digital solidariza-se com o jornalista Joaquim de Carvalho, do portal Brasil 247, e com a família dele. Profissional de rara competência, Carvalho apura há semanas reportagens especiais sobre produção de mentiras em escala industrial pelas falanges comandadas a partir do grupo político do bolsonarismo e de seus braços operacionais na mídia e nas redes sociais. Pessoas que atuaram como seguranças formais e informais do atual presidente da República e de seu filho Jair Renan durante a campanha de 2018 passaram a ameaçar o jornalista e a família dele em razão das apurações jornalísticas. Já foram solicitadas investigação policial e proteção judicial para Joaquim de Carvalho e seus parentes.

A ABMD coloca-se à disposição do jornalista e do Brasil 247 para quaisquer ações que se façam necessárias a fim de proteger a vida do profissional e de seus familiares e a liberdade de imprensa. Nunca é demais lembrar que o Brasil é considerado zona de risco para a imprensa livre pela organização Human Rights Watch, tendo passado a frequentar essa vergonhosa lista de Nações que não prezam pela vida de jornalistas independentes desde a ascensão de Jair Bolsonaro à Presidência.

247

Fernando Haddad após permanência de Guedes: “mercado abandonou terceira via”

“Calote nos precatórios e furo no teto de gastos foram assimilados. É o que parece”, analisou o ex-ministro Fernando Haddad

247 – “O mercado abandonou a terceira via”, interpretou o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro Fernando Haddad (PT) sobre a coletiva de imprensa de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes que confirmou a permanência do ministro da Economia no governo.

“Calote nos precatórios e furo no teto de gastos foram assimilados. É o que parece”, completou Haddad, provável candidato ao governo de São Paulo, sugerindo a consolidação do apoio à permanência de Bolsonaro na presidência.

Na coletiva, Bolsonaro confirmou Guedes no cargo e disse que não fará “nenhuma aventura” com o Auxílio Brasil. Já o ministro defendeu que é preciso ter responsabilidade fiscal, mas que não dá para deixar o povo passando fome. Ele disse preferir “um ajuste fiscal menos intenso, mas um abraço social um pouco mais longo”.

Ao anunciar o novo secretário do Tesouro, Esteves Colnago, Guedes cometeu um ato falho e disse o nome de André Esteves, o banqueiro. Colnago foi ministro na gestão Michel Temer, responsável pela articulação entre Bolsonaro e o STF para amenizar os ataques do presidente à Corte.

247

Governo liberou emenda de R$ 220 milhões para Aziz às vésperas da leitura do relatório da CPI

O senador, que preside a comissão, nega que a liberação da verba tenha relação com alterações no relatório final

Revista Fórum – Às vésperas da leitura do relatório final da CPI da Covid, o governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, liberou R$ 220 milhões para uma emenda do senador Omar Aziz (PSD-AM).

A verba será destinada para a construção de uma rodovia estadual do Amazonas, a AM-010.

De acordo com informações do Antagonista, Aziz iniciou a negociação da emenda em 2019, época em que o presidente da CPI mantinha uma relação amigável com o Palácio do Planalto.

247

Enquanto não é deportado, Allan dos Santos cria site e pede dinheiro para seguidores

Blogueiro Allan dos Santos mostra “dedo do meio” para o STF (Foto: Reprodução/Twitter)

247 – Enquanto não é deportado dos Estados Unidos (EUA), após decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, do Terça Livre, decidiu criar um site e pedir dinheiro para seguidores.

No Telegram, o blogueiro declarou que não tem mais “a POSSIBILIDADE de manter financeiramente a minha atividade profissional” e fez campanha no site para financiar seu “trabalho por apenas $10 doláres mensais”.

“Moraes está dizendo que minha atividade jornalística faz o que fez a CNN Brasil na manhã de hoje: anunciar ‘rumores’ de uma suposta saída de Guedes do governo, afetando DIRETAMENTE a economia e o mercado brasileiro e levando a uma maior desvalorização da moeda. Bolsonaro e Guedes DESMENTIRAM a NOTÍCIA e ninguém na CNN será punido”, disse.

“NÃO DEIXE UMA VOZ SE CALAR POR ‘CRIME DE OPINIÃO’!”, finalizou.

247



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia