WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia

secom bahia

embasa


(74) 99106-4031

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  


:: 2/fev/2021 . 15:50

Bruno Reis: Chegada de novas doses da CoronaVac pode liberar as que estavam retidas

Bruno Reis: Chegada de novas doses da CoronaVac pode liberar as que estavam retidas

Foto: Jade Coelho/ Bahia Notícias

A chegada de mais doses da CoronaVac à Bahia, anunciada nesta terça-feira (2) pelo secretário da Saúde, Fábio Vilas Boas, permitirá a Salvador utilizar doses que foram retidas até agora para garantir o seguimento do programa de imunização. Foi o que disse o prefeito Bruno Reis, em evento que marcou o início do ano legislativo na Câmara Municipal de Salvador (CMS).

“Amanhã chega ao Brasil o IFA, que é o insumo que compõe a vacina e isso é a certeza da chegada de outras doses, muito provavelmente, na próxima semana. Então, já dá até pra gente utilizar aquelas que nós retivemos naquele momento. Vou fazer esse cálculo com base em todas as informações pra gente definir”, afirmou o gestor.

Prioritariamente, segundo Reis, serão imunizados contra a Covid-19 “os idosos acima de 74 anos e os outros trabalhadores da saúde”. Até o momento, 60 mil pessoas foram vacinadas em Salvador. A meta é ter 168 mil até o fim dessa primeira fase. Das 4 milhões de doses enviadas pelo Butantan ao Ministério da Saúde para distribuir por todo o Brasil, 230 mil serão destinadas à Bahia.

 

Fonte: Bahia Notícias

 

PRF apreendem quase 3 t de carvão vegetal e 89 aves em Itaberaba e outras 3 cidades

PRF apreendem quase 3 t de carvão vegetal e 89 aves em Itaberaba e outras 3 cidades

Foto: Divulgação/ PRF-BA

Em torno de 2,6 toneladas de carvão vegetal e 89 aves silvestres foram apreendidos em municípios do Piemonte do Paraguaçu e da Chapada Diamantina. Tanto o material como os pássaros eram vendidos de forma irregular. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA), as apreensões ocorreram entre sábado (30) e domingo (31), mas foram informadas nesta terça-feira (2). Os casos foram flagrados nos municípios de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim e Andaraí.

Ainda segundo a PRF-BA, no caso do carvão vegetal, foram mais de 800 sacos apreendidos. O material foi encontrado em estabelecimentos comerciais prontos para a venda. No entanto, os responsáveis não tinham documentos fiscais e licenças ambientais necessárias para comercialização. Já as aves silvestres foram achadas em gaiolas pequenas, muitas delas em condições precárias de falta de higiene (cobertas com fezes e urina), sem água, com restrição de movimento, privação de luz e sem circulação de ar, ensejando condições evidentes de maus-tratos.

Feita em parceria com o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), as ações visam o combate a atividades que degradam o meio ambiente e causam impacto para a população que vive às margens do médio Paraguaçu. Com diversidade de fauna e flora, o território baiano também é rota de passagem para o Sudeste, o que facilita a ação de infratores. Em 2020, a PRF na Bahia resgatou 3.060 animais silvestres e mais 564 animais exóticos.

Fonte: Bahia Notícias

 

 

Vilas-Boas anuncia mais doses da Coronavac e alerta: nesse ritmo, vacinação vai durar anos

Vilas-Boas anuncia mais doses da Coronavac e alerta: nesse ritmo, vacinação vai durar anos

Foto: Divulgação

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou nesta terça-feira (2), por meio de seu Twitter, que a Bahia receberá mais 230 mil doses da CoronaVac na próxima sexta-feira (5). O Instituto Butantan deve entregar 3,2 milhões para o Ministério da Saúde distribuir para todo o Brasil. 

Entretanto, o representante da pasta ressaltou que a quantidade de imunizantes ainda é baixa. “Nesse ritmo levaremos anos para vacinar toda a população. Urge a ampliação da oferta pelo Governo Federal. Derrubar travas da Anvisa, fazer acordos comerciais com fabricantes, mesmo com aqueles ainda sem aprovação. Esse é o caminho”, escreveu.

Vilas-Boas ainda afirmou que os “profissionais de saúde, médicos e não médicos, dos hospitais e de fora, incluindo os dentistas” continuarão sendo contemplados pela vacinação. Os idosos entre 80 e 89 anos também começarão a receber a vacina.

Fonte: Bahia Notícias

 

 

 

Cobiçada pela Bahia, vacina Sputnik V tem eficácia de 91,6% contra Covid-19 em testes

Cobiçada pela Bahia, vacina Sputnik V tem eficácia de 91,6% contra Covid-19 em testes

Foto: Divulgação/ Sputnik V

A vacina Sputnik V, desenvolvida na Rússia, teve eficácia de 91,6% em casos mais leves da Covid-19 na aplicação de duas doses, apontaram resultados preliminares de um ensaio clínico da fase 3 do imunizante, publicados nesta terça-feira (2) na revista científica “The Lancet”, uma das mais respeitadas do mundo. A eficácia contra casos moderados e graves da doença foi de 100%.

A análise incluiu dados de 19.866 voluntários, que receberam a primeira e a segunda doses da vacina Sputnik V, ou seu placebo, entre os quais foram confirmados 78 casos de Covid-19. O estudo apontou que entre os 2.144 idosos com mais de 60 anos que participaram do estudo, a taxa de eficácia foi de 91,8% e, portanto, não diferiu estatisticamente do grupo de 18 a 60 anos.

Vale lembrar que o governo da Bahia tem acordo para distribuir e comercializar 50 milhões de doses da vacina no país. A aplicação emergencial do imunizante no Brasil, no entanto, não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que exige a realização da fase 3 de testes por aqui para avaliar a eficácia da Sputnik V nos brasileiros. O estado ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar obrigar a autoridade sanitária a analisar o pedido de autorização emergencial da vacina, mesmo sem que esta etapa dos estudos clínicos tenham ocorrido.

A vacina é a quarta a ter resultados publicados em uma revista, depois de Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca e Moderna. Quando isso acontece, significa que os dados foram revisados e validados por outros cientistas

Nenhum efeito colateral sério foi associado à vacinação, e a maioria dos eventos adversos relatados foram leves – incluindo sintomas semelhantes aos da gripe, dor no local da injeção e fraqueza ou baixa energia. O ensaio continua em andamento, e objetivo é que os testes sejam feitos em um total de 40 mil participantes.

SPUTNIK V E SUA TECNOLOGIA

A Sputnik V usa a tecnologia de vetor viral. Nesse tipo de vacina, um outro vírus (nesse caso, o adenovírus) “leva” o material genético do coronavírus, o RNA, para dentro do nosso corpo. Mas esse adenovírus é modificado para não conseguir se replicar (reproduzir). Por isso, ele não causa doença.

No caso da Sputnik, o adenovírus que leva o coronavírus para dentro do corpo é diferente em cada dose: na primeira, é o Ad26 (mesmo da vacina da Johnson). Na segunda, é o Ad5, mais comum.

Fonte: Bahia Notícias


WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia