O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, criticou a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de rejeitar o pedido para uso emergencial da vacina russa Sputnik V. Para o titular da Sesab, a autarquia estaria desconectada com a realidade.

“Lamentavelmente, a Anvisa persiste na postura inflexível diante da calamidade pública que o Brasil enfrenta. Esperamos que os tribunais superiores do país possam estar mais conectados com a realidade”, afirmou Vilas-Boas, em entrevista ao Bahia Notícias.

O governo baiano espera que a decisão seja revertida judicialmente. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) prometeu entrar com um pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF), para garantir a autorização do uso emergencial da vacina.