O advogado Jorge Lima foi identificado como a vítima do acidente com um carro que despencou de uma garagem no bairro da Graça, em Salvador. Ex-presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas da Bahia (Abat), Lima foi ao edifício fazer um favor para um colega advogado. De acordo com testemunhas, ele acabou se confundindo com o veículo, que era um modelo automático. 

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) lamentou o falecimento. “Defensor incansável dos direitos e garantias fundamentais, Jorge Lima honrou a todos os advogados e advogadas com sua atuação sempre firme, principalmente no campo do Direito do Trabalho”, disse a instituição, em nota.

Lima foi conselheiro da OAB-BA e, além de presidir a Abat, também representou a Bahia como vice-presidente Nordeste da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (Abrat).
“Para além da sua competência profissional e institucional, Jorge Lima era antes de tudo um amigo. Pessoa querida por todos, de um sendo de humor ímpar e um grande coração que, como verdadeiro advogado, reconhecia na dor do outro a sua dor. Certamente, ele é uma dessas figuras do mundo jurídico que deixará saudades não apenas nos fóruns e sessões de júri, mas principalmente nas rodas de conversas”, aponta a OAB.

O órgão desejou força a amigos e familiares de Jorge, “sempre com a certeza de que esse nobre advogado, apesar de ter nos deixado cedo demais, construiu em vida um legado que inspira a todos”.

“Jorge é um amigo que fará muita falta. Era um homem de Ordem que viveu para servir e nos deixa de maneira precoce e repentina nesse ano que não está sendo fácil. A tristeza por sua perda é muito grande e atinge não apenas a advocacia, mas todos aqueles que realmente acreditam no Estado Democrático, nos Direitos Humanos e na Justiça Social”, lamentou o presidente da OAB-BA, Fabrício Castro.

A Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba) também emitiu nota de pesar pelo falecimento. “Jorge foi aluno da Faculdade de Direito da UFBA e sempre foi incentivador de iniciativas em apoio ao fortalecimento da universidade pública. Como advogado se notabilizou como dirigente da OAB Bahia, da Associação Baiana de Advogados Trabalhistas (ABAT), instituição que presidiu, e por fim a ABRAT (Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas), onde representou a Bahia como Vice-presidente Nordeste. A Faculdade de Direito enlutada se solidariza com a família e colegas de classe”.